Resenha: Amor de perdição

16:11


Mês passado meu professor de português começou um tipo de trabalho bimestral que achei muito interessante, ele passava uma lista de autores e nós escolheríamos uma obra de algum deles para ler e falar sobre. O autor escolhido foi Camilo Castelo Branco, escritor romântico português e a obra escolhida foi amor de perdição. Essa será a minha primeira resenha de livros no blog, então relevem por favor e me digam em que posso melhorar. Fiz até uma resenha em vídeo mas não ficou muito legal. Espero que gostem.


 A história contada no livro pode ser comparada a famosa obra de Shakespeare Romeu e Julieta, pois a mesma fala sobre um amor impossível entre Teresa de Albuquerque e Simão Botelho. Ambos tinham uma paixão pelo outro e eram vizinhos, mas ninguém podia saber desse romance, pois suas famílias viviam em pé de guerra. 

Simão e Teresa se comunicavam através de cartas, pois quando o romance entre eles foi descoberto, o pai de Teresa a obrigou a casar com seu primo Baltasar Coutinho, porém a mesma recusou e foi mandada para o convento. Já Simão foi mandado para Lisboa para estudar Direito. O fato de ficarem separados é uma questão de honra para a família de ambos. 

A história se passava em Portugal, mas precisamente em Viseu. É um livro ultrarromântico, que marca uma postura de exagero sentimental. Um romance de amor trágico, onde a relação amorosa entre os personagens é impedida por obstáculos familiares. Simão e Teresa sempre souberam que esse romance nunca daria certo, mas mesmo assim insistiam, tanto que Simão voltou para Viseu para tentar resgatar Teresa, ficando hospedado na casa de João da Cruz, um ferrador, para sua família não saber que ele voltara de Portugal. 

Simão tenta fazer de tudo para ficar próximo da sua amada, mas a família e os criados de Teresa sempre impedem que exista esse contato. Mariana, a filha de João da Cruz, se apaixona perdidamente por Simão, então se torna um amor impossível entre Teresa e Simão e Mariana e Simão. Depois que Simão mata Baltasar, o mesmo resolve ser preso, ele não quer fugir. Condenado a enforcamento, seu pai só resolve ajuda-lo quando percebe que a morte do mesmo mancharia o nome da família. 

Depois de anos em cárcere, Simão e Mariana vão à busca de Tereza e depois de saber de sua morte Simão se mata, em seguida Mariana faz o mesmo. Passando uma ideia de que a morte é um alivio para o sofrimento. Por não poderem viver um amor puro e perfeito, a única maneira é a morte. 

Foi um dos livros mais tristes que já li, mas que marcou bem alguns cenários de Portugal e as desavenças familiares. Nas cartas que Teresa escrevia, dava pra perceber o quanto ela vislumbrava a natureza sonhando com o momento que ambos estariam juntos e o quanto a morte significava um alivio para o amor dos dois: “Que importa morrer, se não podemos jamais ter nesta vida a nossa esperança de há três anos?!”.

Já leram o livro? O que acharam da resenha? Me contem nos comentários!

Comente:

5 comentários

  1. Que legal, minha professora de português tem nos passado muitos livros para ler ultimamente. Ótima resenha!

    Beijos,
    http://dezessetedesejos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adoro livros que falam de outros países!Vou ver se compro...
    http://www.sweets2dreams.com

    ResponderExcluir
  3. Voou ver se leio esse livro, parece ser ótimo ^^
    s2hay. blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha, vai praticando que elas vão ficar melhores cada vez mais! O livro parece ser bem interessante

    beijos
    http://somecontroversy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ultimamente não estou lendo muitos livros. E está me fazendo falta de uma boa leitura. Vou ver se leio esse, adorei a resenha:D

    Bezoos <33
    www.mundoo-cute.blogspot.com

    ResponderExcluir