Resenha: Bandeira de trapos

16:05

Se você gosta de histórias emocionantes, viajar e conhecer gente, não há dúvidas que você precisa conhecer o livro "Bandeira de trapos" da Jornalista Themis Lima. No livro encontramos vários perfis de pessoas que podem passar despercebidas por uma multidão, mas trazem histórias de vidas interessantíssimas que merecem ser conhecidas.

"Escolha um capítulo. Qualquer capítulo. Themis Lima costura em sua bandeira de trapos, pessoas que um dia foram, tornando-os em pedaços de histórias que para sempre serão. Cada um com seu mundo em particular.  Não há no universo uma pessoa que não tenha nada interessante a falar. Há apenas aquelas com quem ainda não tivemos paciência (ou tempo) de conversar. E a autora senta. Conversa. Mergulha. E nos convida para tomar o mesmo café, ver as mesmas paisagens e escutar a mesma música que, outrora, ouviu. Estranhos ilustres."


A ideia do livro surgiu quando a escritora trancou a faculdade, deixou trabalho, família e amigos pra traz e resolveu fazer uma viagem pela América do Sul retratando a vida, de uma maneira que poucos conseguem enxergar, de pessoas que encontrou em seu caminho. Um açougueiro que teve que ter responsabilidades logo cedo; dois irmãos amantes de fotografia que cuidam de uma loja  que ultrapassa gerações; um pai que perdeu seu filho na ditadura; um jovem que busca sua amada enquanto toca violão de ônibus em ônibus, e tantos outros relatos que precisam ser apreciados. São quatro países, nove meses e dez reportagens. 

O livro-reportagem traz acontecimentos verídicos que mostram a realidade de um povo apresentadas com um toque magistral do jornalismo literário. Li bandeira de Trapos recentemente e a cada novo personagem que conhecia, era como se tivesse mais um amigo. Impossível não ter a sensação de estar com a Themis acompanhando cada jornada de pessoas como nós, que carregam sonhos, aprendizados, uma verdadeira luta diária e histórias que jamais devem ser esquecidas.


Com uma capa belíssima, ilustrações incríveis e uma fotografia sensacional, bandeira de trapos não me proporcionou somente uma verdadeira aula de história sobre países que fazem fronteira com o nosso por uma perspectiva de pessoas que viveram e respiram cotidianamente a história da sua pátria, como também, uma aula sobre a vida como ela realmente é e o modo como gente como a gente contam suas histórias e ao mesmo tempo são a história.

Comente:

1 comentários

  1. não conhecia o livro e o primeiro contato que estou tendo é esse, no seu blog, mas confesso que muito me interessei pela história e achei a capa muito amor <3

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir